NELORE JANDAIA: ADAPTADO, FÉRTIL E PRECOCE


Pietro Baruselli e Claudiney Martins - Pesquisadores da USP

O dicionário nos traz a seguinte definição sobre a palavra adaptação: “...Adequação ao meio, ação modificadora dos fatores externos sobre o comportamento e a estrutura dos organismos vivos”. Tal definição ilustra com fidelidade o sentido da seleção realizada no Nelore Jandaia ao longo de mais de cinco décadas de trabalho.
A busca pela identificação de animais produtivos a pasto, ou seja, capazes de se reproduzirem nesse tipo de sistemas de manejo, gerando bezerros mais saudáveis e com ganho de peso superior à média da raça nelore, fez com que, no Nelore Jandaia, houvesse uma seleção extremamente positiva para as características reprodutivas.

As biotecnologias de reprodução, associadas ao processo de seleção genética para eficiência reprodutiva, desenvolvido pelo pecuarista William Koury, apresentaram avanços nos últimos anos, contribuindo para a melhora dos índices econômicos na atividade de cria na pecuária de corte.

O Nelore Jandaia tem como filosofia associar a aplicação prática das pesquisas de melhoramento genético com as biotecnologias que multiplicam essa genética superior.