Precocidade sexual das novilhas Jandaia


O Nelore Jandaia é a primeira fazenda a participar de uma pesquisa de âmbito nacional, que visa estabelecer um modelo para a predição da característica de precocidade sexual, realizada por pesquisadores da USP. Os dados vêm sendo coletados ao longo dos últimos quatro anos, mostrando a evolução do rebanho Jandaia na seleção de novilhas capazes de conceberem a uma idade inferior a 15 meses, com partos ocorrendo até os 24 meses de idade.

O modelo experimental adotado mostrou que é possível identificar as novilhas superprecoces por meio de aferições do trato reprodutivo, realizadas com ultrassonografia do útero e dos ovários. Porém, avaliando os resultados de prenhez, da reconcepção das primíparas superprecoces paridas até 24 meses de idade e do desenvolvimento dos bezerros, também filhos dessas matrizes, observamos um ganho econômico importante para o pecuarista que utiliza a genética de animais superprecoces.

Dentre as vantagens podemos destacar:

1. O aumento significativo da taxa de desfrute da fazenda, devido ao aumento do número de bezerros nascidos das novilhas superprecoces em idade reduzida;

2. Diminuição da área disponível de pastagem para alocação de animais em recria, tendo em vista que parte das novilhas emprenham um ano mais cedo;

3. Correlação positiva entre precocidade sexual e precocidade de acabamento de carcaça. Para que ocorra a prenhez mais precocemente, é necessário que, simultaneamente, exista um aporte fisiológico de colesterol para produção de hormônios da reprodução. Isso é possível em decorrência da consolidação das epífises ósseas (pontos de crescimento dos ossos) mais precoces, disponibilizando energia na forma de colesterol para o acúmulo de gordura na carcaça e produção de hormônios.

Na última estação reprodutiva, as novilhas Jandaia, criadas e recriadas a pasto com suplementação alimentar moderada, apresentaram índices de prenhez ao primeiro serviço de 60%, com idade máxima de 15 meses. Essas novilhas pariram e tiveram seus bezerros avaliados quanto ao desempenho ponderal, apresentando ganho de peso e performance de crescimento semelhantes aos bezerros das primíparas que conceberam em idade convencional (23 meses em média), conforme apresentado na TABELA 1.

Foi avaliada também a taxa de reconcepção, ou seja, o quanto as novilhas superprecoces eram competentes para emprenharem na estação de monta subsequente ao primeiro parto. Tendo em vista que pariram muito jovens, ainda em estágio de desenvolvimento corporal, teriam que aleitar seus bezerros e ainda reconceber. Os dados de reconcepção dessas primíparas superprecoces ainda foram comparados às informações de prenhez das primíparas que pariram em idade convencional no Nelore Jandaia. Os resultados (TABELA 1) mostram que as primíparas superprecoces Jandaia são eficazes na reconcepção e na criação de seus bezerros, avalizando a importância para a seleção genética da característica de precocidade sexual realizada no Nelore Jandaia.